12/09/2012

O passado que os famosos tentam esconder

Alguns famosos começam a carreira de um jeito e depois mudam radicalmente. Só que tudo fica registrado, não adianta tentar apagar. É aquela velha história: teu passado de condena!

Crédito das fotos antigas: Divulgação
Crédito das fotos atuais: AgNews

Joana Prado deu um piti essa semana pois um programa de TV resolveu mostrar imagens do tempo em que ela era a Feiticeira. Chorou e tudo mais. Mas vamos combinar: a loira só é um pouco famosa hoje porque rebolava em trajes mínimos com um véu cobrindo a boca. SÓ!
O fato de que hoje ela mudou de religião, é mãe de três filhos e é casada com o Victor Belfort não tira ela da capa da Playboy ou faz evaporar as fotos de biquíni. Lamento.

Outra que anda tentando mudar completamente é a Wanessa ex-Camargo. Além de eliminar o sobrenome do pai e renegar o sertanejo, a cantora largou de mão o visual Britney Spears em começo de carreira e resolveu apostar numa coisa mais rebelde sem causa. Mas a gente bem lembra da época em que ela queria ser a nova Sandy, fazia cara de inocente e era apaixonada pelo Dado Dolabella.

Já a Fernanda Souza bem que tenta ser musa do verão, mas não consegue. Mesmo com um corpão, longos cabelos loiros e microvestidos, a atriz é a eterna guriazinha rechonchuda de Chiquititas. Ela pode até apelar e apostar em personagens sexies pra ver se muda a cabeça das pessoas, mas até agora não funcionou.

Seu oposto é Alexandre Frota. O sem noção é ícone na indústria de filmes pornô, mas agora quer fazer o tipo família: vive uma vida regrada, sem drogas e sem nudez. Mas a verdade é que ele pode até virar monge que ainda assim vai ser lembrado por seu desempenho sexual em frente às câmeras.

O problema da Angélica é diferente. Como começou muito nova, tinha aquele look brega de menina prodígio e ainda cantava uma das músicas mais insuportáveis da história: Vou de Táxi. Mesmo que após o casamento com Luciano Huck ela tenha evoluído muito - é uma mulher chique e tal -, impossível desassociar o cabelão bozo platinado e os shortinhos pra lá de curtos que mostravam a pinta na coxa.

Letícia Spiller também começou cedo, mas sua situação é um pouco pior: era paquita da Xuxa. Isso é o mesmo que participar do Big Brother: uma vez BBB, sempre BBB; Uma vez paquita, sempre paquita. A sombra da loira de franjinha com ombreiras astronômicas que ficava se sacudindo pra lá e pra cá a acompanha em cada personagem.



Gostou dessa postagem? Então assine nosso Feed!








GeraLinks - Agregador de links Agregador de Links - Loucuras da Net
Fake - O agregador de links mais Original da NetFudasAgregador de Links - Madruga Links Agregador Arquivo Porno Vadiando Na Net




Fake - A nova sensação da Net
Bombou Geral links adultos





Tia Tanaka | xvideos porno novinhas, mulheres gostosas, sexo