04/11/2013

TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música


Aposto como algum dia você já cantou “Camila, Camila” a plenos pulmões. Mas será que já parou pra pensar em quem é essa mulher? Também já deve ter substituído aquela “Anna Júlia”, por outro nome qualquer, apenas para agradar uma pretendente.
Mas além de ser usada como uma tática de sedução praticamente irresistível, muito nome de mulher por aí também já foi utilizado em canções não muito lisonjeiras, ou sem intenção de conquista.
Conheça agora algumas das mais famosas, politicamente corretas ou não, nesse TOP 10 especial que preparamos para você!
01 Anna Julia TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Provavelmente a música de maior apelo popular do Los Hermanos. Lançada em 1999, Anna Julia foi sem dúvida uma das canções mais repetidas nas rádios brasileiras no início dos anos 2000. Composta por Marcelo Camelo, foi escrita baseada na história de um amor não correspondido de um amigo do cantor. O sucesso chegou a incomodar os integrantes do grupo, que defenderam ser mais do que uma banda de um hit só. No entanto, a música chegou até mesmo a ganhar uma versão do ex Beatle George Harrison.




02 Carolina1 TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Gravada em 2001 no cd Samba Esporte Fino, a Carolina de Seu Jorge demorou para se tornar conhecida. O sucesso da “menina difícil de esquecer” chegou mais tarde e trouxe consigo uma série de processos sobre os direitos autorais da música. O cantor se recusa a falar sobre a possibilidade de plágio, enquanto dois compositores brasilienses defendem que a musa inspiradora é a namorada de um deles. Confusões legais à parte, a canção se tornou sucesso principalmente depois de uma parceria com uma outra (Ana) Carolina, em 2005.




03 Dani TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Cantar Dani do Biquíni Cavadão é o equivalente a apertar a tecla F. Bem mais do que um nome de mulher, a canção é como gritar ao mundo uma busca pela liberdade. Composta por Carlos Coelho, integrante da banda e por Manno Góes do grupo Jammil, em 2005, a fonte de inspiração foi uma funcionária do Jardim Botânico, que comemorava seu aniversário. Mas quem acabou tomando a música para si foi mesmo Dani Monteiro, que ajudou a canção a se popularizar nas manhãs de domingo com seu programa Caminhos de Aventura.






04 Angela TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Raul Seixas estava em meio a altos e baixos em sua carreira quando declarou sua sede de Ângela. Sua quarta companheira, mais conhecida como Kika Seixas, serviu de inspiração para uma música de poética conotação sexual. Lançada no álbum Abre te Sésamo de 1980, a canção não conseguiu alcançar grande sucesso, já que dividia espaço com o censurado “Rock das Aranhas”, composto no mesmo final de semana que Ângela e com Aluga-se, primeiro single do cd e que foi regravada pelos Titãs no final dos anos 90.





05 Camila TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
É surpreendente o número de pessoas que nunca parou para pensar em quem é a Camila do Nenhum de Nós. Considerada um hino contra a violência à mulher, o refrão grudento e fácil contribuiu para que o real significado se perdesse para a maioria das pessoas. Thedy Côrrea, compositor da música já declarou que sua inspiração veio de uma situação de abuso que acompanhou de perto e que cantar sobre isso foi uma decisão arriscada. “Aqui é mais confortável fazer letras que estimulem o sexismo ou utilizem violência como ingrediente.”






06 Fatima TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
A Fátima cantada pelo Capital Inicial e composta por Renato Russo, nos anos 80, época do extinto Aborto Elétrico, não fala de uma mulher qualquer. A canção traça paralelos entre a realidade do mundo, suas guerras e os segredos de Fátima, que teriam sido revelados a três crianças em Portugal. Tendo a questão religiosa como pano de fundo, a música gerou e ainda gera discussões sobre sua temática, seja ela em defesa da fé ou do ateísmo. Seu sucesso aconteceu em 1986 e ganhou novamente às rádios com a regravação acústica, em 2000.




TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música



Abertura1 TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Aposto como algum dia você já cantou “Camila, Camila” a plenos pulmões. Mas será que já parou pra pensar em quem é essa mulher? Também já deve ter substituído aquela “Anna Júlia”, por outro nome qualquer, apenas para agradar uma pretendente.
Mas além de ser usada como uma tática de sedução praticamente irresistível, muito nome de mulher por aí também já foi utilizado em canções não muito lisonjeiras, ou sem intenção de conquista.
Conheça agora algumas das mais famosas, politicamente corretas ou não, nesse TOP 10 especial que preparamos para você!
01 Anna Julia TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Provavelmente a música de maior apelo popular do Los Hermanos. Lançada em 1999, Anna Julia foi sem dúvida uma das canções mais repetidas nas rádios brasileiras no início dos anos 2000. Composta por Marcelo Camelo, foi escrita baseada na história de um amor não correspondido de um amigo do cantor. O sucesso chegou a incomodar os integrantes do grupo, que defenderam ser mais do que uma banda de um hit só. No entanto, a música chegou até mesmo a ganhar uma versão do ex Beatle George Harrison.

02 Carolina1 TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Gravada em 2001 no cd Samba Esporte Fino, a Carolina de Seu Jorge demorou para se tornar conhecida. O sucesso da “menina difícil de esquecer” chegou mais tarde e trouxe consigo uma série de processos sobre os direitos autorais da música. O cantor se recusa a falar sobre a possibilidade de plágio, enquanto dois compositores brasilienses defendem que a musa inspiradora é a namorada de um deles. Confusões legais à parte, a canção se tornou sucesso principalmente depois de uma parceria com uma outra (Ana) Carolina, em 2005.

03 Dani TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Cantar Dani do Biquíni Cavadão é o equivalente a apertar a tecla F. Bem mais do que um nome de mulher, a canção é como gritar ao mundo uma busca pela liberdade. Composta por Carlos Coelho, integrante da banda e por Manno Góes do grupo Jammil, em 2005, a fonte de inspiração foi uma funcionária do Jardim Botânico, que comemorava seu aniversário. Mas quem acabou tomando a música para si foi mesmo Dani Monteiro, que ajudou a canção a se popularizar nas manhãs de domingo com seu programa Caminhos de Aventura.

04 Angela TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Raul Seixas estava em meio a altos e baixos em sua carreira quando declarou sua sede de Ângela. Sua quarta companheira, mais conhecida como Kika Seixas, serviu de inspiração para uma música de poética conotação sexual. Lançada no álbum Abre te Sésamo de 1980, a canção não conseguiu alcançar grande sucesso, já que dividia espaço com o censurado “Rock das Aranhas”, composto no mesmo final de semana que Ângela e com Aluga-se, primeiro single do cd e que foi regravada pelos Titãs no final dos anos 90.

05 Camila TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
É surpreendente o número de pessoas que nunca parou para pensar em quem é a Camila do Nenhum de Nós. Considerada um hino contra a violência à mulher, o refrão grudento e fácil contribuiu para que o real significado se perdesse para a maioria das pessoas. Thedy Côrrea, compositor da música já declarou que sua inspiração veio de uma situação de abuso que acompanhou de perto e que cantar sobre isso foi uma decisão arriscada. “Aqui é mais confortável fazer letras que estimulem o sexismo ou utilizem violência como ingrediente.”

06 Fatima TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
A Fátima cantada pelo Capital Inicial e composta por Renato Russo, nos anos 80, época do extinto Aborto Elétrico, não fala de uma mulher qualquer. A canção traça paralelos entre a realidade do mundo, suas guerras e os segredos de Fátima, que teriam sido revelados a três crianças em Portugal. Tendo a questão religiosa como pano de fundo, a música gerou e ainda gera discussões sobre sua temática, seja ela em defesa da fé ou do ateísmo. Seu sucesso aconteceu em 1986 e ganhou novamente às rádios com a regravação acústica, em 2000.

07 Sonia TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Se Raul Seixas usou a conotação sexual de maneira velada, Léo Jaime deixou as sutilezas de lado e foi direto ao ponto. A letra proibida de Sônia é de dar inveja aos funks mais politicamente incorretos da atualidade. Escrita inicialmente como uma homenagem a uma paixão adolescente, a versão original da canção ganhou contornos explícitos depois que a jovem deixou o cantor falando sozinho. Lançada em 1983, no cd Phoda C, a canção foi censurada. Essa censura, se tornou anos mais tarde, inpiração para outra música com nome de mulher, Solange.



08 Silvia TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Falando em politicamente incorreto, impossível não lembrar de Camisa de Vênus e sua Sílvia. Longe de ter composto a mais romântica das canções, Marcelo Nova recebeu inúmeras acusações sobre a maneira como cantou sobre a moral duvidosa da mulher que desconfia traí-lo. Na primeira vez em que a interpretou, o cantor viu o público agregar um ousado “piranha” em meio ao refrão, e adotou a palavra como parte oficial da música. Mesmo fugindo do padrão imposto pela moral, Sílvia se tornou um clássico do rock destemido.





09 Janaina TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Se Dani é liberdade, Janaína é rotina. Uma empregada doméstica de 60 anos deu a Bruno Gouveia do Biquini Cavadão a inspiração para falar do desgastante dia a dia das mulheres que precisam sair de casa antes do amanhecer para trabalhar. O jogo de palavras da música e o nome Janaína surgiram em meio ao trânsito e embora tenha alcançado o sucesso em 1998, a canção quase ficou de fora do cd, ganhando força apenas depois da criação da melodia e da participação do sax de George Israel, do Kid Abelha. A música foi regravada em 2005 e 2007.





10 Carla TOP 10: Nomes de Mulheres Que Viraram Música
Para fechar a lista, a Carla de Ls Jack, nas palavras de uma Carla. Ter uma música com seu nome é uma coisa legal. Mas por uns dois meses. Depois disso é só aquilo que todo mundo lembra de cantar quando você passa. Escrita por Marcus Menna, em homenagem a sua esposa na época, a canção ganhou o rádio e se tornou rapidamente no hit do ano de 2002. Seu sucesso aconteceu em parte por causa da possibilidade de substituir o nome em questão por qualquer outro. Recentemente uma dupla sertaneja fez uma regravação, que teve pouca repercussão.


 s



Gostou dessa postagem? Então assine nosso Feed!








GeraLinks - Agregador de links Agregador de Links - Loucuras da Net
Fake - O agregador de links mais Original da NetFudasAgregador de Links - Madruga Links Agregador Arquivo Porno Vadiando Na Net




Fake - A nova sensação da Net
Bombou Geral links adultos





Tia Tanaka | xvideos porno novinhas, mulheres gostosas, sexo